sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Cisma e crítica "de menina"...

Eu sou uma pessoa cismada!
Eu admito!
Quando cismo com alguma coisa, enquanto não faço, não tiro da cabeça...
E, desde a primeira vez que eu ouvi falar do tal do Cloverfield, cismei que queria ver.
Nem sabia direito do que se tratava, mas cismei (e quando eu cismo...)!
Acho que é porque o filme tem produção do J.J. Abrams (criador da séria Alias, que eu adoro!).
Bom, eu quis ir ver o filme!
Convidei o maridão (que também queria ver) e lá fomos nós na sexta-feira de estréia pro cinema.
Photobucket
Antes de mais nada, quero dizer que adorei o filme.
Gostei muito mesmo e recomendo imensamente!
E, se vc não estiver com saco pra ler o resto, não tem problema!
Pára tudo e corre pro cinema pra ver esse super filme!!!
Não sabe do que se trata??
É fácil! É só ler a sinopse oficial do filme:

"Cinco jovens de Nova York preparam uma festa de despedida para um amigo na mesma noite que um monstro do tamanho de um arranha-céu ataca a cidade. Contado através da vista da câmera de vídeo deles, o filme é um documento de suas tentativas de sobreviver ao mais impressionante e aterrorizador evento de suas vidas."

(Resumindo: um monstro tipo Godzilla ataca Nova York e o filme conta esse ataque da perspectiva de um grupo de jovens que filme o evento com uma câmera caseira super sofisticada enquanto foge para salvarem as próprias vidas.)

Pois bem!
Mas não era só disso que eu queria falar.
Eu queria falar que, depois que eu vi o filme, fui olhar na internet e reparei numa coisa: praticamente não têm críticas "meninas" de cinema fazendo críticas por aí.
Vc vai nos sites de entretenimento e especializados em cinema, e só tem marmanjo pitacando sobre os filmes em cartaz.
E porque é que é que eu acho isso ruim??
Porque ninguém falou que o filme tem como fundo uma história de amor!!!
Vc vai lá no Cinema em Cena e vai ver o Pablo Villaça falando que o filme é uma metáfora americana para a devastação física e emocional que os ataques do 11 de setembro (assim como o Godzilla o foi para os japoneses na época da bomba atômica - vc sabia disso? eu não! que falta de cultura, né?!).

Ai!
Tudo bem !
Eu sei que a história de fundo para os marmanjos de plantão não tem a menor relevância (vc tem que ver a cara que o maridão fez quando contei o meu inconformismo sobre o assunto) mas se alguém se desse ao trabalho de contar que, na verdade na verdade a historinha do filme (em que pese todo o terror do ataque de um monstro gigante, a filmagem tipo "bruxa de blair" - só que bom - o sangue e a gritaria) é uma história de amor, as namoradas, mulheres e afins se animariam a ir no cinema acompanhar os respectivos.
E, ainda por cima, iam gostar do filme!!!
Mas, ninguém me escuta....
Ou então, acho mesmo que eles não querem companhia pro cinema!

Enfim!
Mulheres do mundo: uni-vos!!! (hahahahaha!)
Vamos dar mais pitaco por aí que o mundo tá precisando, inclusive o mundo cinéfilo!
bjks

3 comentários:

paula kesselring disse...

Bruna, adorei seu blog !
E amo sua bonequinha !
bjks

Drika disse...

Hahaha, Adorei, Bru!!
Estou contigo e não abro!!

Bjos

by Carol Assad disse...

Concordo com vc, precisamos ser mais críticas! Ôpa, de cinema, com os maridos e filhos já somos demais! Vai ver que é por isso, mal sobra tempo pro cinema com pipoca, quem dirá pros comentários! rss Vou ver o filme, depois te conto!
Bjs,
Carol